Login
Artigos Semanais
Série Mistérios O TRIÂNGULO DAS BERMUDAS E OS PONTOS GEOMAGNÉTICOS
17/09/2014

Existem muitos mistérios mesmo; alguns são crendices que vão tomando volume e para as pessoas não atentas, ao longo dos anos acabam por se dar como veracidade, mas não passam de lendas. De modo geral, as pessoas adoram estas coisas.

Muitos destes mistérios são plenamente explicáveis. Os tais fenômenos sobrenaturais são, muitas vezes, bem naturais. Mas no caso, no Triângulo das Bermudas – que recebe este nome em virtude de se localizar entre Miami, Porto Rico e Bermudas, formando no mapa um triângulo perfeito, abrangendo uma região de 400 mil quilômetros quadrados, onde desapareceram mais de cinco mil pessoas, centenas de aviões e barcos, inclusive da Marinha Americana – existe um bolsão ou uma fossa de 8 Km de profundidade, a mais profunda do oceano Atlântico e é ali que se dá a maioria dos desaparecimentos.

Para o que pode estar acontecendo, não existe uma explicação cientifica, pelo menos até o presente momento. O que eu sei e é só o que posso falar, que: pessoas que sobreviveram a este fenômeno disseram que os altímetros não funcionaram, dando a entender que, por determinado momento, se anulasse a lei da gravidade.

Quando saíram deste lugar, o tempo não havia passado, senão poucos segundos, dando a entender que se entrara em uma espécie de “não-tempo”, em uma fenda do tipo quarta dimensão ou num local em que se viaja a velocidade da luz.

Os painéis e todos os equipamentos eletrônicos param de funcionar, dando a impressão de que há uma zona onde nula totalmente as funções eletroeletrônicas, onde zeram as funções magnéticas da Terra.

Estes são os registros dados por pessoas que sobreviveram a esta passagem. Agora há relatos – ou crenças – de que, tanto as pessoas quanto os aviões e barcos, passaram à uma quarta dimensão e continuam a viver. O que sabemos é que alguns foram encontrados no fundo do mar, ali perto ou bem longe dali e a grande maioria nunca mais fora visto. E nenhum deles pediu socorro ou anunciou ou mencionou qualquer fato.

Nunca fiz estudos ou investigações a respeito do assunto, portanto, qualquer coisa que eu venha a falar sobre ele, estaria especulando e faltando provavelmente com a verdade. Portanto, prefiro não dar minha opinião. Peço desculpas ao meu amado leitor.

Enio Chiappetti

Data
Artigos
As páginas deste site são acompanhadas com músicas que elevam a consciência.