Login
Artigos Semanais
Série Mistérios Cidades Intraterrenas
27/08/2014

Continuamos com a fascinante história do Almirante Richard Evelyn Byrd, Recordamos que ele voava sobre o Pólo Norte e do nada avista um vale maravilhoso, cheio de verde, cascatas e seu avião é interceptado por uma nave desconhecida que anuncia de forma amistosa que daquele momento em diante o controle do avião está nas mãos dos estranhos habitantes deste estranho mas fascinante lugar.

Quando o comandante chegou, levado pelo Ser que o recepcionou no pouso da nave na frente do “Mestre” que lhe diz: ““ Te dou as boas vindas!. “Seja você da forma mais cordial bem vinda em nosso país, Almirante”.

Conta o Almirante que a beleza do lugar era indescritível, diz em seu diário textualmente: “Creio que nenhum idioma pode resumir com palavras o que pode ver. Creio que na Humanidade faltam palavras para isso”.

Enquanto buscava entender a beleza do lugar foi interrompido pelo mestre que lhe diz: “Nós deixamos vocês virem, porque você tem um caráter consolidado e acima no mundo goza de uma grande fama”.

Nota o leitor de que ele diz “acima no mundo”. Mas como adivinhando os pensamentos ele continua: “Você está agora no império dos Arianni, no interior do mundo.

Não creio que nós tenhamos que interromper sua missão por muito tempo, você logo será conduzido à superfície da Terra. Mas antes vou a comunicar por que eu te fiz vir, almirante.

Nós seguimos os acontecimentos que se produzem acima sobre a Terra. Nosso interesse foi despertado quando Vocês lançaram as primeiras bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki.

Naquela péssima hora fomos a seu mundo com nossos discos voadores. Tínhamos que ver pessoalmente o que fizeram vossa raça. Entretanto já faz muito isso, e vocês diriam que é historia. Mas é para nós significativo, por favor deixem continuar.

Nos não nos intrometemos em vossas disputas e guerras. Até vossas barbaridades consentimos. Mas começaram a experimentar com forças que na realidade não estavam pensadas para os homens. Isto é a força atômica. Já intentamos algumas coisas. Fizemos chegar mensagens aos estadistas do mundo, mas eles não crêem na necessidade de escutar-nos.

Por este motivo foi você elegido. Você deve ser nosso testemunho, testemunho de que nós e este mundo no interior da Terra existimos, que nós aqui realmente existimos. Olha a seu redor, e você rápido comprovará que nossa ciência e nossa cultura estão vários milhes de anos por diante das vossas. Olhe você mesmo, almirante.

"Sua raça alcançou o ponto de não retorno, porque há alguns entre vós que iria destruir o mundo inteiro, em vez de abandonar o poder assim como você sabe ..”

: "A partir de 1945, temos tentado entrar em contato com a sua raça, mas nossos esforços foram recebidos com hostilidade fogo foi feito contra os nossos Flugelrads Sim, mesmo foram seguidos com malícia e animosidade por seus aviões de combate. . Então, agora, meu filho, eu digo que há uma grande tempestade no horizonte, para o seu mundo, uma fúria negra que não será extinta há vários anos. Não haverá defesa para suas armas, não haverá segurança em sua ciência. Devastada até cada flor de sua cultura tem sido pisoteado e todas as coisas humanas estão dispersos no caos.Esta recente guerra foi apenas um prelúdio para o que deve advir. Nós, aqui, podemos ver mais claramente a cada hora ... Você acha que eu estou errado?”.

"A idade das trevas que virão agora para sua raça cobrirá a Terra com uma mortalha, mas eu acredito que alguns de vocês vão sobreviver à tempestade, mas isso não sei!... Talvez então terá aprendido a futilidade da guerra e da sua luta ...Você, meu filho, deve retornar à superfície Mundo com esta mensagem”.

O Almirante foi saindo, atordoado sem saber o que dizer ou pensar e ainda escutou a voz do mestre: "Adeus, meu filho". E foi levado de volta ao avião que teve o mesmo procedimento da chegada. Sem tocar nos instrumentos foi levado à altura da intercepção e ali os motores funcionaram e os instrumentos de vôos todos voltaram a funcionar.

Esta é parte da aventura vivida pelo Almirante Richard Evelyn Byrd, e se você se interessou pela sua história, pode ler seus diários que foram publicados por seu filho, após sua morte, ou no blog “semeadorestrela.blogspot.com”.

Enio Chiappetti

Data
Artigos
As páginas deste site são acompanhadas com músicas que elevam a consciência.