Login
Artigos Semanais
O Homem e A Mulher
06/11/2013

Talvez Victor Hugo, tenha sido o que melhor definiu o homem e a mulher quando disse que "O homem é a mais elevada das criaturas; A mulher é o mais sublime dos ideais. O homem é o cérebro; A mulher é o coração. O cérebro fabrica a luz; O coração, o amor. A luz fecunda, o amor ressuscita... O homem é um templo; a mulher é o sacrário. Ante o templo nos descobrimos; Ante o sacrário nos ajoelhamos".

Este poeta entendeu que o homem e a mulher são partes de uma mesma coisa e que ambos são complementos um do outro. Atrevo-me a dizer que a intenção Divina foi a de expressar no homem e na mulher, Sua totalidade ao individualizar na forma física homem e mulher, cada um dos dois aspectos de Si mesmo igualmente equilibrada. E depois uni-los, como diz nas Cartas do Cristo na forma física a fim de que eles experimentem a unidade e a totalidade da consciência Divina de onde obtivera sua originalidade.

O homem e a mulher deveriam evoluir em forma física e em consciência a fim de experimentar em suas individualidades aquilo que o criador realiza com todo o cosmo. Em outras palavras, é se sentir Deus pleno e completo um no outro. Mas não, o homem escolheu um caminho egoísta e dominador de seu outro aspecto e complemento tornando-se machista e escravizador.

Nos tempos atuais a mulher, entendendo de que tem igual direito que o homem deu inicio, assistida pela Divindade, para expressar sua igualdade do ser, a conquista de seu espaço que fora oprimido e negado. Nesta ânsia de encontrar aquilo que lhe é de direito, foi levada a exercer seus impulsos masculinos de agressividade a fim de ganhar o direito que merece dentro da sociedade. Nesse afinco está cometendo um engano, maior de que seu complemento cometeu no passado, usurpando o papel masculino e com isso se frustrando completamente.

Com esta tendência dominadora dos dois sexos, nossa civilização atual está totalmente desestabilizada e longe de lograr os propósitos pelos quais fora criada. Homem e mulher perderam completamente seus rumos e nesta disputa cresce a união de sexo casual, e a união verdadeira entre ambos para que se cumpram as funções de cocriadores com Deus, se perdeu. Neste distanciamento, ganhou espaço o vício, a solidão, tornando ambos secos como uma árvore sem seiva.

Perdemos o respeito um pelo outro e quando vem a tentação, por outro (a) que não seja seu companheiro, que tem a finalidade de templar, fortalecer, fazê-lo forte, não resistimos aos impulsos sexuais e cometemos o pior ato que pode cometer uma criatura, a traição. Como isso se tornou generalizado os estudiosos do assunto querem entender de que a traição é algo normal. Como pode ser normal o ato mais abominável da criação? A traição e o sexo exagerado esta criando condições doentias e os relacionamentos cheios de raiva e hostilidade. Pelo abuso sexual sem reservas e nem sexo, pode levar e já levou, a humanidade a um ponto critico, podendo comprometer as gerações futuras. Que sabem os jovens sobre isso? O que tem os pais a dizer a seus filhos sobre o assunto?

Perdemos a noção do que serve e não serve, do que possa ser importante para o crescimento humano ou degenerativo. Nossos orientadores não se atrevem de expressar seu real sentir por medo de não ser aceito pela sociedade e assim seu papel fica comprometido.

Homens e mulheres foram criados para realizarem tarefas específicas e complementares, não para disputar. O homem é a razão e a mulher a intuição. A razão pura é fria, calculista e pode se tornar déspota. A intuição amorosa sem o planejamento de como se chega lá, pode se tornar desastrosa, mas unida com a razão funciona como o fio de Ariadne, nos tira do labirinto em segurança. Homens e mulheres devem andar sempre juntos e constantemente se consultarem para que a luz e o amor seja o que envolve suas vidas.

Quando o homem e a mulher que se ame verdadeiramente se unem no ato sexual, neste momento chegam a aproximação máxima de seu Criador. Assim como o homem deve aprender a canalizar diariamente os aspectos masculinos do Criador, em seu trabalho e no seio de sua família, a mulher, igualmente deve ser a representante dos aspectos femininos da Deusa-Mãe em sua vida diária. Assim homens e mulheres podem chegar, após anos de convivência tornarem-se partes um do outro e se fusionarem em espíritos, num andrógeno divino onde sente todas as coisas e todas as coisas interagem com ele. Senhores da vida e da morte.

Creio que o amor é a força, energia, que cria tudo e quando nós estamos enamorados, sentimos um pouco disso que é o amor. Creio que Deus como Pai é sabedoria e como Mãe é amor, e se respeitarmos este princípio, positivo negativo, que é a ignição do mundo encontraremos a verdadeira felicidade.

Como diz Samael Aun Weor: "Amar, quão belo é amar. Apenas as grandes almas podem e sabem amar, porque o amor é ternura infinita, é a vida que palpita em cada átomo da mesma forma que palpita em cada sol".

Enio Chiappetti

Data
Artigos
As páginas deste site são acompanhadas com músicas que elevam a consciência.