Login
Artigos Semanais
O Mundo Que Deve Nascer
08/05/2013

Dentro deste caos social e desentendimento de como deve ser a conduta humana, tanto na educação privada como nas questões públicas. Das gestões sustentáveis as diferenças existentes na distribuição das rendas, dos direitos e deveres dos cidadãos, dos governos e nações. Nascerá um novo mundo. Que mundo é esse?


No artigo anterior, falamos que do vazio que as pessoas sentem, embora ele seja uma das coisas dos exageros, da depressão e suicídios, deste mesmo vazio, nascerá à compreensão e o entendimento do novo mundo. Do caso nasce o mundo e o vazio será preenchido com o sentido da verdadeira existência.


Neste novo mundo, vamos compreendendo que existe uma paternidade e que todos somos irmãos; Que a criação é um propósito divino e o desentendimento faz parte do estágio primitivo que ora estamos deixando; Que existe uma hierarquia cósmica e não estamos ao acaso; Que alegria, felicidade, contentamento, amor, todas estas coisas que nos fazem bem estão dentro do homem e não fora. Deve ser ensinado como encontrar; Que não deve haver proibição no comportamento humano, mas incentivos para cessar o mal e fazer o bom, justo, saudável, etc.


Para este novo mundo precisa-se de um caráter fundamentado numa estrutura enobrecedora para suportar a superestrutura que fará parte do novo homem e da nova mulher. Devemos começar urgentemente a experimentar a compaixão e escolher a bondade.


Neste novo mundo a experiência religiosa deve estar acima dos símbolos e rituais. Os rituais Sagrados nutrem a fé e alimentam o espírito, mas a experiência religiosa é a vivencia da realidade espiritual e é isso que deve buscar o novo ser.


Viveremos mais na espiritualidade e menos na matéria e saberemos que no espírito se encontra a verdade que liberta e não na matéria. O homem olhará para dentro de si mesmo e encontrara tudo o que ele necessita para dar e saberá que é dando que se recebe e se recebe dentro, não fora da Fonte geradora de toda a vida.
Saberá que verdade pré-estabelecida não funciona como regra, pois o espírito não tem regras e viveremos na espiritualidade. A religião deve ser a da revelação pessoal não a da tradição, pois ela é a religião do espírito. A religião da tradição regula a sociedade, mas não pode regular o individuo, por isso desaparecerá. Devemos entender que a religião da tradição é a religião de todos, mas será a revelação pessoal que teremos e esta experiência é diferente para cada um.


A religião deverá aceitar as experiências pessoais de cada individuo como verdadeiras e conciliá-las. A filosofia e a ciência têm que acompanhar a religião, uma amplifica a outra purifica. Ela produz o cidadão que por si vai mudar a sociedade, a economia, a política, etc.


No mundo novo desaparecerão as fronteiras, mas será respeitada a tradição e os costumes das nações e todos entenderemos que é na diversidade que se faz a unidade. O diferente do outro é nosso complemento e o que nos falta.


Saberemos da existência de vida fora da terra e humanidade deixará de olhar para seu umbigo e com isso abrirá uma nova perspectiva. Deixaremos a luta interna gerada pelas diferenças e todos nos uniremos em esforços para fazer parte desta nova realidade que é a única e verdadeira realidade, a povoação do universo. Teremos tantas diversidades de vida manifestada, que passaremos milhares de anos, só se maravilhando destas novas descobertas.


Saberemos do governo cósmico e faremos parte dele, seremos informados de que a única finalidade da vida individualizada é o conhecimento do Todo. Todos juntos formamos este Todo e a individualização tem a finalidade de entendermos isso. De se autoconhecer e conhecer a Fonte de toda vida, onde tudo tem sua origem.


O novo mundo virá isso independe de aceitarmos ou não, independe de nossa vontade é um processo que chegou seu momento. Nós só podemos antecipar ou atrasar este processo, mas não evitá-lo. Podemos fazer parte dele ou não, pois não somos obrigados pelo livre arbítrio, mas não podemos impedi-lo, pois é uma determinação maior que já fora estabelecida em sua criação.


Aqueles que aceitarem e colaborarem, inevitavelmente encontrarão a felicidade e a vida eterna.


Enio Chiappetti

Data
Artigos
As páginas deste site são acompanhadas com músicas que elevam a consciência.