Login
Artigos Semanais
A ALQUIMIA - 2ª parte
24/10/2012

O QUE É A ALQUIMIA

A palavra alquimia está descrita no dicionário Rideel, como a arte de buscar, descobrir o elixir da vida.

Com a alquimia muitos seres alcançaram a fonte da juventude.

A alquimia diferente do que se supõe não busca a riqueza material, mas a riqueza espiritual.

A alquimia é a chave de Pedro o apóstolo que abre as portas do Céu, é a pedra do Gênesis.

Pedro tu eres pedra e sobre ti edificarei minha igreja. Igreja significa reunião, assembléia e entorno desta pedra reunirei os meus, ou seja, entorno do que Ele havia ensinado Pedro é que iria se reunir aos Seus.

O que cristo ensinou a Pedro foram os segredos alquímicos, esta é a chave que abriria as portas do Éden para que nós regressássemos.

Esta pedra é o ato sexual puro e casto no sentido da não maldade em pensamentos, sentimentos e ato.

A alquimia é o processo que se dá com a transmutação das energias sexuais.

O sexo é responsável por tudo o que existe e tudo o que existe só existe pelo sexo.

O sexo é pedra de tropeço e de escândalo, mas é também a escada que leva o individuo para o Céu. Só na alquimia sexual se dá a fecundação da matéria virginal que dará o nascimento do Cristo em nós. O cristo não está aqui nem acolá Ele está dentro de nós.

O Cristo nasceu da virgem Maria pela interseção do Espírito Santo. Maria está dentro de nós e segura em seu sagrado ventre a matéria caótica que deverá ser fecundada pelo Espírito Santo.

O Espírito Santo é o que cria, tudo o que existe, existe pelo poder do Espírito Santo. Não vos escandalizeis, o Espírito Santo está em nós, em nossas gônadas sexuais.

Por isso nossos filhos nascem de um ato amoroso entre o homem e a mulher na cópula sagrada. O Espírito Santo em nós está latente no Ens-Sêminis, o esperma no homem e o óvulo na mulher. Quando um casal se encontra num ato amoroso sem fornicar, quer dizer em pureza, fecunda a matéria virginal tanto no homem quanto na mulher.

"O matrimônio perfeito é a união de dois seres que verdadeiramente sabem amar".

O ato alquímico resume-se na união de "dois seres que se adoram de forma absoluta".

"Com o fogo terrível do amor podemos transformarmos em deuses para penetrarmos cheios de majestade no Anfiteatro da Ciência Cósmica".

O beijo é a consagração profundamente mística de duas almas que se adoram e o ato sexual a chave com a qual nos convertemos em Deuses.

No ato sexual pode encontrar as chaves para os reinos do Céu ou cair nas trevas profundas do inferno. No ato sexual se encontram as raízes do bem e do mal. A que ir até o sexo, mas não cair em tentação. Aquele que cai em tentação, sucumbe, reprova, por que a tentação é uma prova e somente no fogo se tempera o aço.

A água deve ser quente, para um bom chimarrão, mas nunca em hipótese alguma ferver. O ato amoroso deve também ser assim, com muito fogo, mas este fogo deve ser devocional e não passional.

O prazer sexual tanto no homem como da mulher é uma dádiva de Deus, as delicias do amor não inclui a perversidade, isso é cair em tentação. "Não cai em tentação, pois aquele que cai é muito difícil se levantar.
Vejamos o que nos diz São Paulo em coríntios capítulo 6 nos versículos de 13 a 20: "... Ora, o corpo não é para a fornicação, mas para o Senhor e o Senhor é para o corpo. Fugi da fornicação, todo outro pecado que o homem possa cometer é fora do corpo, mas o que pratica a fornicação está pecando contra seu próprio corpo. E contra o Espírito Santo.
Não sabeis que o vosso corpo é o Templo do Espírito Santo em vosso intimo, o qual tendes da parte de Deus? ...acima de tudo glorificai a Deus, no vosso corpo".

Está demonstrado definitivamente que o sexo foi e é a perdição do homem. Na Grécia antiga quando se degeneraram sexualmente caiu o grande império, o mesmo se sucedeu co Roma e com a tribo de Jeová, o mesmo aconteceu com Sodoma e sucederá com esta raça.

Comeis da árvore da vida que ela vos dará como recompensa a vida eterna. É nas delicias do sexo puro que "Este o pão que desce do Céu para o quem dele comer não morra".

Poderá comer de todos os frutos do Paraíso menos o fruto proibido, ou seja, podeis e deveis amar e beber das delícias do amor, mas não o ato pervertido, pois se o fizerem serão retirados do Éden.
Este pão é o ato amoroso no qual está contido toda a sabedoria e nele se encontra o nascimento do Cristo pelo poder do Espírito Santo.

"Eu Sou o pão vivo que desce do Céu: Se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu darei, é a minha carne, a qual Eu a darei pela vida do mundo".

"O que come minha carne e bebe meu sangue tem vida eterna; e Eu o ressuscitarei no último dia. Porque minha carne é verdadeira comida e meu sangue é verdadeira bebida. O que come Minha carne e bebe Meu sangue em mim mora e eu nele". Os seres humanos nunca entenderam estas palavras de Jesus.

Se tu te interessas por estes mistérios, deves bater para que a porta se abra...

Enio Chiappetti

Data
Artigos
As páginas deste site são acompanhadas com músicas que elevam a consciência.